Combatendo a violência de gênero no leste da África: UNFPA e Brasil

 

A organização apoia quase 150 mil pessoas no Quênia, na Etiópia e na Somália, oferecendo serviços de saúde reprodutiva e de combate à violência de gênero.

A seca que afetou os países do leste africano em 2011 aprofundou a instabilidade de populações em situação de vulnerabilidade, particularmente nos campos de refugiados e deslocados internos. Destes, as mulheres e meninas se encontram em situação ainda mais delicada, privadas de serviços básicos de saúde e sujeitas à violência. Diante desse cenário, o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) tem desenvolvido ações para apoiar a saúde reprodutiva das mulheres e para combater e prevenir violência de gênero, com apoio financeiro do governo brasileiro.

Leia mais...

Coordenador da CGFOME recebe Medalha Sergio Vieira de Mello

 

Medalha outorgada pelo Ministério das Relações Exteriores em razão do 10 anos da morte do funcionário da ONU reconhece esforços na área do direito internacional humanitário.

Saiu ontem, no Diário Oficial da União, a lista dos agraciados com a Medalha Sergio Vieira de Mello, que inclui Milton Rondó Filho, Coordenador-Geral de Ações Internacionais de Combate à Fome do Ministério das Relações Exteriores. A Medalha, concedida "às pessoas naturais ou jurídicas que tenham prestado serviços de excepcional relevância na área do direito internacional humanitário, da assistência humanitária e da promoção da paz e dos direitos humanos em consonância com os princípios que regem as relações internacionais da República Federativa do Brasil, nos termos do art. 4º da Constituição Federal", será entregue em cerimônia na próxima segunda-feira, 19 de agosto, dia que marca o maior atentado já sofrido por uma sede da ONU, em Bagdá, onde 22 funcionários da Nações Unidas morreram, incluindo Sergio Vieira de Mello, na época representante especial no Iraque. 

Leia mais...

5 formas de contribuir com a cooperação humanitária internacional

 

 Há diversas formas de apoiar os esforços para combater as crises humanitárias pelo mundo. Saiba como você pode contribuir.

A ONU estima que até o final do ano o número de refugiados sírios pode chegar a 3,5 milhões. O Chifre da África representa uma das mais severas e prolongadas crises alimentares da História moderna, e é estimado que até 13 milhões de pessoas necessitem de ajuda nesses países. Dois anos após a maior tragédia socioambiental da sua História, o Haiti ainda luta para melhorar as condições precárias em que boa parte de sua população vive, sujeita à fome, à falta de serviços básicos e a diversos tipos de contaminação e doenças.

Leia mais...

Seminário no Rio discute vida e legado de Sergio Vieira de Mello

 

No Dia Mundial da Ação Humanitária, evento também terá lançamento de campanha mundial da ONU.

*Do Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio) (UNIC-RIO)

“10 Anos sem Sergio Vieira de Mello” é o nome do seminário que acontecerá no dia 19 de agosto de 2013, a partir das 8h30, no Espaço Tom Jobim, no Jardim Botânico do Rio de Janeiro. O evento é organizado em parceria entre o Ministério das Relações Exteriores do Brasil e as Nações Unidas, com apoio da Fundação Alexandre de Gusmão.

Leia mais...

Aprenda como funcionam as doações brasileiras para cooperação humanitária internacional

A cooperação humanitária internacional apoiada pelo Brasil passa por diversas etapas desde a emergência até o atendimentos dos afetados, num processo que exige agilidade, articulação e monitoramento. Saiba como funcionam as doações do Brasil para assistência emergencial na apresentações abaixo, preparadas para oferecer de maneira simplificada e visual mais informações sobre a atuação do Brasil em crises humanitárias.

Leia mais...

Em 5 anos, investimento em cooperação humanitária cresce mais de R$250 milhões

 

De acordo com recente relatório do IPEA, em 2007 país investiu R$32 milhões; em 2010, cifra saltou para R$284 milhões.

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, o IPEA, lançou na semana passada o relatório “Cooperação Brasileira para o Desenvolvimento Internacional”, no qual são contabilizadas despesas realizadas por órgãos da administração pública federal, em 2010, com cooperação técnica, educacional, científica e tecnológica, humanitária, apoio e proteção a refugiados, operações de manutenção da paz e com organismos internacionais.

Leia mais...

Experiência do PAA África é apresentada no III Encontro Internacional de Agroecologia

 
Encontro vai reunir especialistas da área além de ativistas e agricultores familiares. PAA África promove debate online com Vandana Shiva.

Começa nessa quarta-feira, 31/07, o III Encontro Internacional de Agroecologia, evento que discute as diversas possibilidades e desafios na área de sistemas rurais sustentáveis. Organizado pela Universidade do Estado de São Paulo (UNESP), em parceria com a UFSCAR, o Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra, o Instituto Giramundo Mutuando, além de diversas organizações que promovem a agricultura agroecológica, o encontro reunirá alguns dos maiores especialistas na área, como o Professor Miguel Altieri da Universidade de Berkeley e a ativista e pesquisadora Vandana Shiva, conhecida por sua luta por sistemas sustentáveis de produção e pela soberania alimentar. Segundo os organizadores, são esperadas cerca de 2000 pessoas no evento, entre ativistas, pesquisadores e agricultores.

Leia mais...

Conferência Nacional: 2003-2013 Uma nova política externa

 

Cooperação internacional foi um dos pontos chaves discutidos no evento e tema de mesa coordenada pelo Ministro Milton Rondó da CGFOME. 

"Nós não podemos pagar nossa dívida com a África em dinheiro, mas podemos pagar com solidariedade" -- as palavras do ex-presidente Lula no encerramento da Conferência Nacional - Uma nova política externa são representativas do tom que permeou diversos momentos das discussões que ocorreram durante o evento: a cooperação internacional se mostra cada vez mais como uma prerrogativa para a política externa brasileira, e o Brasil não pode se furtar de exercê-la de acordo com suas obrigações internacionais.

Durante o evento, a mesa "Cooperação Internacional para o Desenvolvimento", presidida pelo Coordenador-Geral de Ações Internacionais de Combate à Fome, Milton Rondó, contou com a presença de Iara Leite, membro da Articulação Sul, com Letícia Pinheiro da PUC-SP e com Vicente Trevas, Secretário adjunto de Relações Internacionais da PUC-RJ.

Leia mais...

ONU reconhece a liderança de Campinas na redução do risco de desastres

 

O escritório das Nações Unidas para a Redução do Risco de Desastres (UNISDR) reconheceu na última semana a cidade de Campinas, um centro econômico e tecnológico dinâmico e vibrante, pelo seu compromisso em reduzir os riscos de desastres.

*Com informações da UNISDR

Campinas - A chefa da UNISDR, Margareta Wahlström, oficialmente reconheceu Campinas como a primeira Cidade Modelo do Brasil da Campanha da UNISDR Construindo Cidades Resilientes. Ela disse que o reconhecimento foi pelos esforços de Campinas em ''investir em mapeamento de riscos e em implementar sistemas de alerta'' e pelo seu papel de liderança em apoiar todos os municípios da região metropolitana de Campinas, no estado de São Paulo, Brasil.

Leia mais...

Governo anuncia fórum de debate da política externa com a sociedade civil

da Agência Brasil

Brasília – O ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, anunciou nesta segunda-feira (17/6) a criação de um fórum permanente de diálogo com a sociedade civil sobre política externa. Segundo ele, a proposta está em fase de elaboração e deve estar concluída até dezembro. “Está claro que a extensão de nossa presença no mundo nos traz, ao Itamaraty, responsabilidades acrescidas”, disse o chanceler, lembrando que o Brasil abriu novas frentes no cenário internacional.

“As novas frentes abertas em nossa política externa, na região e no mundo, adquirem especial ressonância nos contatos que mantemos com o conjunto da sociedade brasileira. Com o Congresso, com o Judiciário e com os mais diversos segmentos sociais que, no país, buscam crescente participação nas dinâmicas de alcance internacional”, ressaltou o chanceler, na cerimônia de formatura de diplomatas, no Instituto Rio Branco, no Itamaraty.

Leia mais...